Posso USAR um CABO 6mm + outro de 4mm no lugar do 10mm? 🤔

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://ift.tt/56To04x
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/ok2IYdZ
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

Posso USAR um CABO 6mm + outro de 4mm no lugar do 10mm?

“André, preciso fazer uma ligação de um chuveiro 127V utilizando cabos de 10mm², só que não tenho esse cabo. Se eu utilizar um cabo de 6mm² mais outro de 4mm² juntos para cada fase, corro algum risco? Perco condutividade?”

Meu querido, se você recebesse uma pergunta dessa, o que você responderia para o sujeito? Isso tá parecendo mais uma ideia maluca né não?

Pois é, eu recebi essa pergunta de um inscrito e acabei ficando intrigado, de certa forma ele seguiu uma lógica matemática, 6 + 4 = 10 nada de errado até aqui, mas, na prática, o que ocorre se partimos dessa lógica?

Ficou curioso também? Então já deixa o like e se inscreva aqui no canal, a gente tem matado muitas dúvidas interessantes, não fique de fora da nossa turma, ativa o sininho também para você ser avisado das novidades. Agora, bora saber o que acontece com aquela lógica na prática!

Fala, meus queridos, bem vindos a mais um vídeo da série Ideia Maluca da Engehall!

Vamos dar uma consultada na norma para ver o que a NBR 5410 cita a respeito do uso de cabos em paralelo!

O item 6.2.5.2.1 cita que “A corrente transportada por qualquer condutor, durante períodos prolongados em funcionamento normal, deve ser tal que a temperatura máxima para serviço contínuo dada na tabela 35 não seja ultrapassada”.

E esta é a tabela 35 da norma. Vejam que ela indica a temperatura máxima que o cabo pode ter em serviços contínuos.

Beleza, mas por qual motivo precisamos saber sobre este item?

Porque quando consultamos o item 6.2.5.7 que cita sobre CONDUTORES EM PARALELO, vejam o que está escrito no item 6.2.5.7.1: “Quando dois ou mais condutores forem ligados em paralelo na mesma fase ou polaridade, isso não deve comprometer o atendimento de 6.2.5.2.1. Para tanto:
a) devem ser tomadas medidas que garantam igual divisão de corrente entre os condutores em paralelo, conforme 6.2.5.7.2;

Já o item 6.2.5.7.2 cita que “A exigência apresentada no primeiro parágrafo do item a) de 6.2.5.7.1 é considerada atendida se os condutores em paralelo tiverem a mesma constituição, a mesma seção nominal, aproximadamente o mesmo comprimento, não apresentarem derivações ao longo de seu percurso.

Opa, vejam bem! Aqui já vemos que para podermos usar cabos em paralelo, eles precisam ter a mesma bitola e ter o mesmo comprimento, com isso, a resistência será aproximada, variando um pouco para mais ou para menos. Além disso, não pode haver derivações ao longo do percurso.

Então, já respondendo a pergunta do início do vídeo!
NÃO PODE USAR CABO 6 e 4 juntos no lugar de um de 10mm², pois eles têm secções diferentes, e tá claro na norma que isso é PROIBIDO!

Mas com isso nasce outra dúvida:
“Ah, André, quer dizer, então, que podemos usar dois cabos de 6mm² para ligar esse chuveiro?”

Já já respondo, só não esquece de compartilhar essa aula com seus amigos clicando nessa setinha torta logo acima aqui, manda pra eles assistirem e aprenderem conosco também!

Bom, por norma, respeitando tudo que já falei, sim poderá usar, mas calma, eu particularmente não recomendo e vou pontuar minha opinião pessoal agora!

Quando falamos em correntes elevadas, eu até entendo a necessidade de se usar 2 ou mais pernas de cabos por fase. Tanto que este tipo de ligação é muito utilizada em indústrias, em grandes empreendimentos e até mesmo pelas concessionárias de energia.

A nossa concessionária local, CEMIG, em sua ND5.3 que aborda o Fornecimento de Energia Elétrica em Média Tensão Rede de Distribuição Aérea ou Subterrânea, em sua tabela 1, mostra como opções a ligação dos condutores de fase e de neutro com duas, e até três pernas, como podemos ver.
Inclusive, daí que surge aquele termo “circuito de duas pernas”.