🚨 Por isso NÃO se pode APONTAR UM LASER para um POSTE! 💥

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://ift.tt/3hiOm2c
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/2MyzEU5
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto
➽ https://ift.tt/3xoUBH8
——
Fala meus queridos, bem vindos a mais um vídeo da série Ideia Maluca aqui da Engehall!
Se tinha uma coisa que eu fazia quando era criança que eu achava o máximo era apagar as luzes dos postes da rua apontando um laser tipo esse aqui, que era febre antigamente.

Agora você já se perguntou porque isso acontece?
Será que apontar um Laser para o poste queima a lâmpada?
Porque a lâmpada apaga quando se aponta um laser para o poste?

Bom fizemos essa maquete maravilhosa aqui na engehall para desvendar este mistério e explicar o porque não se pode apontar um laser para um poste!

Bora aprender?

Primeiro vamos ao nosso experimento!

Tenho aqui uma lâmpada para simbolizar a luminária no poste, ligada a essa outra peça aqui que se chama re-lé fotoelétrico! É essa peça aqui a responsável por acender automaticamente as luzes da rua ao anoitecer e apagá-las ao amanhecer, e aguenta firme que daqui a pouco explico como ela faz isso!
E para simbolizar nosso experimento, vamos usar o laser da trena digital que temos, a luz emitida é praticamente a mesma dos laser de brinquedo de antigamente.

Para nosso teste vamos apagar as luzes do estúdio e simular o escuro da noite. Pouco tempo depois podemos perceber o relé fotoelétrico atuando e ligando a lâmpada.
Agora vamos apontar o laser direto para a lente do relé, o intuito é que a lâmpada se apague, olha só.

Novamente o mesmo teste, retiramos o laser, a lâmpada acende após alguns segundos e apontando novamente o laser para a lente do relé a lâmpada se apaga de novo.

Aí vem a primeira pergunta, Porque isso acontece André?

Seguinte, dentro do relé fotoelétrico, temos um sensor chamado LDR, basicamente é um resistor dependente de luz que funciona conforme a iluminância do ambiente com um valor referencial de 10 lux. Pra quem não sabe Lux é a intensidade luminosa medida em um determinado ambiente. Se a iluminação local está acima desse valor o relé mantém a lâmpada apagada, se o valor do lux está abaixo de 10 o relé mantém a lâmpada acesa. Por isso ele só aciona as lâmpadas à noite e desliga ao amanhecer, mantendo desligada durante todo dia!

Aí temos outra pergunta: Porque um laser consegue comutar o relé?
Bom, pra responder essa pergunta, fizemos mais um teste. E se tiver gostando dos testes já vai compartilhando mais essa aula prática top com seus amigos aí, nos ajude a divulgar conhecimento, dessa forma conseguimos melhorar cada vez mais nosso segmento.

Mas voltando no outro teste, pegamos outro equipamento que temos aqui no estúdio que é o luxímetro e medimos quantos Lux um laser consegue emitir a noite a uma distância de aproximadamente 10 metros, e o valor oscilou bastante no inicio, porém dep ois estabilizou uma leitura acima de 30lux, ou seja 3x acima do necessário para comutar o relé e apagar a lâmpada.

Aí tivemos mais outra curiosidade, será que uma vela ou isqueiro, mais perto do relé também faria ele atuar? Afinal ambos também são uma fonte de luz.
E olha só mais este teste , tanto a vela, quanto o isqueiro, ao aproximarmos da lente do relé fotoelétrico, faz atuar também, isso por causa da distância ser mais curta. Só que o mais importante é a gente ter uma ideia do nível de sensibilidade do sensor, e pelos testes feitos, dá pra gente ver né.

E aí o que tá achando dos testes feitos acima, já vai falando nos comentários, quando pequeno você também ficava apontando laser para o poste para tentar apagar as lâmpadas, sim ou não? Pode responder com sinceridade, menino é igual criança

A propósito, uma informação extra aqui é que existem diversos modelos de relé fotoelétrico, com base ou sem base, com configuração de horas de acionamento ou acionamento durante todo o período sem luminosidade, se você quiser aprender mais sobre esses relés, procure no youtube por “relé engehall” que você acha todos nossos vídeos sobre esse assunto!

Outra coisa que acontece muito também é que se o relé fotoelétrico for ligado com o visor do sensor LDR voltado diretamente para a lâmpada que ele está acionando, pode ocorrer um efeito pisca pisca, o certo é instalar sempre o relé na direção oposta da lâmpada ou até mesmo acima dela para ter seu funcionamento adequado!