🔧 5 DEFEITOS COMUNS que fazem uma FURADEIRA parar de FUNCIONAR

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://ift.tt/3uJQmoQ
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/33QdANe
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto
➽ https://ift.tt/3uJQnsU
——
Fala meus queridos!!!
Você provavelmente chegou nesse vídeo por dois motivos.
PRIMEIRO: Você é um cara curioso e que tá antenado em busca de conhecimento e novidades, ou SEGUNDO, sua furadeira ou parafusadeira estragou e você tá precisando de uma ajudinha para tentar arrumá-la.

Bom, de um jeito ou de outro, sem dúvida hoje você sai daqui sabendo uma coisa nova, na verdade hoje iremos mostrar 05 defeitos mais comuns e que fazem uma furadeira ou parafusadeira parar de funcionar. E dependendo do defeito, não mostraremos apenas o diagnóstico, mostraremos também como fazer o reparo.

Sejam muito bem vindos ao TOP FIVE de defeitos que a gente descobriu testando e tentando arrumar as furadeiras aqui na empresa !

Bom, essa furadeira aqui não é da Engehall, ela pertence ao engenheiro Alessandro Costa, que é responsável pelo suporte técnico do curso Viver de Projetos Elétricos aqui da Engehall.

Pessoal, esta furadeira tem um valor sentimental pro rapaz, foi um presente que o pai dele deu a ele na época em que ele tinha uma loja de som e acessórios aqui em BH…, e como o pai dele faleceu faz pouco tempo, ele não quer se desfazer dela e por esse motivo, apesar dela estar funcionando ainda, ele resolveu abri-la, dar uma conferida nos itens e com isso gravar dicas para vocês, ideia boa né, vamos então aos procedimentos de teste.

Para começar nosso diagnóstico, primeiro devemos retirar a capa de proteção… vamos lá:

ATENÇÃO: Façam os testes a seguir com o equipamento desenergizado (desconectado da tomada) pois o mesmo estará aberto.

PRIMEIRO DEFEITO: Verifique a continuidade nos cabos de alimentação.
Pode parecer idiotice turma, mas muitas pessoas não imaginam que o cabo de cobre pode romper dentro da capa de proteção e acabam levando seu equipamento a uma autorizada ou até mesmo em uma assistência técnica, ficando a mercê da honestidade do profissional.
No caso desta furadeira, apesar do cabo já ter sido substituído por um outro, existe continuidade sim, podemos perceber pelo beep do multímetro.

SEGUNDO DEFEITO: Verifique a continuidade no gatilho de acionamento,
da mesma forma que o cabo que dissemos no diagnóstico anterior, este é um item que também costuma “passar batido”.
Repare que travamos o gatilho como estivesse acionado e fizemos o teste de continuidade de um dos cabo de energia até o seletor de tensão e do seletor de tensão até uma das bobinas, depois fizemos o teste de continuidade entre o outro cabo de energia até a outra bobina. nas duas situações existe continuidade, então tá funcionando normal.

Testes simples de fazer né turma, agora vamos aumentar um pouco a dificuldade mostrando mais três defeitos um pouco mais difíceis de achar.

TERCEIRO DEFEITO: Confira o desgaste da escova carvão
As escovas de carvão são as responsáveis por a corrente das bobinas chegar ao coletor. Como as escovas trabalham atritando o coletor, elas sofrem desgaste. neste caso devemos verificar o tamanho das escovas. Retiramos uma das escovas e para nossa surpresa ela estava solta da bobina. a outra escova estava fixa na outra bobina. e visualmente, as duas escovas estão boas, apesar da idade desta furadeira.

QUARTO DEFEITO: Teste a resistência das bobinas
Neste caso meu amigo, se este for o problema da sua furadeira, você pode levá-la até um profissional para que realize o rebobinamento ou procurar na internet e comprá-la em sites de vendas. no nosso caso, ambas bobinas apresentaram uma resistência de 1,1 ohm. como não apresentaram diferenças de valores, significa que ainda estão boas.

E o QUINTO DEFEITO e último: Verifique a continuidade do estator do rotor
Além de fazer uma verificação visual à procura de algum ponto quente ou algum desgaste nos fios de cobre, podemos testar a continuidade no estator, nesse caso ele deu continuidade então também está funcionando perfeitamente também.

E a dica final antes de remontar a furadeira, é não se esquecer de fazer uma boa limpeza na capa de proteção, aqui não tivemos dó, tacamos água e sabão mesmo!

Também lubrificamos o mandril com um desengripante, recomendamos usar lubrificantes líquidos aqui pois aumenta a penetração entre as peças.

E já que tá tudo desmontando, lubrificamos eixos e engrenagens com um pouco de graxa, aqui usamos da graxa pastosa mesmo, daquela branca, muito boa para engrenagens por sinal.

E agora sim, a furadeira antiga tá revisada e pronta pra quebrar mais uns galhos aí do Alessandro!