💸 Tentei ECONOMIZAR nessa INSTALAÇÃO mas NÃO DEU CERTO!

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional: https://ift.tt/2B6Mgwh ⚡️
——

✋🏻 Para os NÃO INSCRITOS 🔴 “NÃO CLIQUE NO LINK” 🚫: https://ift.tt/2pb2BgS
——

👉 Conheça o Curso Gratuito de Eletricista da Engehall Elétrica:
https://ift.tt/2B2XaDh
——

👉 Conheça o Curso de Comandos Elétricos da Sala da Elétrica:
https://ift.tt/31jv3dN
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/2MyzEU5
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto:
https://ift.tt/2OEFKoH
——

Refletores de LED são perfeitos para iluminar áreas externas: jardins, piscinas, entradas de condomínio e também a frente do seu comércio.

No entanto, para escolher o refletor de LED que melhor atende às suas necessidades, é preciso conhecer alguns detalhes e características antes.

Por isso, criamos um guia para ajudá-lo. Confira!

ESCOLHENDO A POTÊNCIA
Existem refletores de LED desde 10 até mais de 1000 watts de potência. Escolher o modelo adequado, para quem não trabalha usualmente com isso, pode ser um desafio.

Basicamente, os modelos de 10 watts, que produzem aproximadamente 600-700 lúmens de fluxo luminoso, são adequados para pequenas aplicações, como iluminação de um jardim de até 10m² ou para efeitos localizados em plantas.

O modelo de 50 watts é um dos mais populares. Eles rendem mais de 3000 lúmens e podem substituir refletores halógenos antigos de 400 ou 500 watts. São indicados para as mais diversas aplicações, como jardins maiores, condomínios e iluminação de árvores grandes.

Se houver necessidade de maior fluxo luminoso, como em estacionamentos ou espaços condominiais com mesas e cadeiras, os refletores de 100 ou 200 watts são os mais indicados.

Acima de 300 watts, as aplicações são mais técnicas, sendo necessário o uso de postes e normalmente algum tipo de cálculo luminotécnico.

COMO ESCOLHER A COR DA LUZ
Basicamente, os refletores de LED de luz branca se dividem em dois grupos: os refletores com luz branca fria (acima de 6000K), que transmitem uma maior sensação de iluminação, e os refletores de luz branca quente (abaixo de 3000K), que produzem um fluxo luminoso mais amarelado, com um aspecto mais confortável e relaxante.

O modelo de luz branca fria é o mais vendido, pois os consumidores normalmente preferem a luminosidade mais clara e intensa que ele produz. Essa característica é até adequada para muitas aplicações, como iluminação de quadras esportivas e estacionamentos, por exemplo.

Mas não é uma regra. Em alguns locais, o uso de refletores de luz amarelada (3000K) é mais aconchegante, podendo ser usado em espaços condominiais internos, algumas fachadas comerciais e até mesmo em jardins.

Além da luz branca, os refletores de LED têm opções de luzes coloridas, como vermelho, azul, verde e amarelo. Especialmente a luz verde é muito usada para realçar áreas com grama e plantas, reforçando a tonalidade natural.

PRECISO MODALIDADE RGB OU SENSOR DE PRESENÇA?
Os refletores LED tradicionais emitem apenas uma cor, quer seja branca ou colorida. Mas para muitas aplicações, a variação da cor emitida é imprescindível, por exemplo, para efeitos em jardins ou iluminação de eventos.

Os refletores LED, por sua natureza eletrônica, supriram muito bem essa lacuna, existindo hoje modelos automáticos ou com controle remoto, que emitem uma ampla tonalidade de cores, percorrendo todo o espectro.

Além dos modelos RGB Coloridos, os refletores também ganharam um acessório com objetivo de auxiliar o monitoramento de espaços e reduzir o consumo de energia, que são os sensores de presença.

Hoje em dia, existem refletores LED com sensores de presença embutidos, muito usados por exemplo na entrada de garagens ou locais de passagem de pedestres, em que o acionamento do produto ocorre apenas quando há detecção do movimento, aumentando a segurança e reduzindo o consumo de energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *