​😱​​ Vi essa PEÇA na MONTAGEM de um QUADRO e foi NOVIDADE pra mim!

Curso: Viver de Projetos Elétricos 👉 https://ift.tt/2Sb0rJa
⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://ift.tt/3wv9V58
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://ift.tt/2MyzEU5
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

👉 Curso NR10 com 20% de desconto
➽ https://ift.tt/3dDT2MV
——
André, existe algum componente mais seguro que o terminal genérico para fazer a derivação dos cabos de um trilho para o outro dentro do quadro de distribuição?

É meus queridos, essa pergunta veio do aluno Gilberto de Souza que está matriculado no Curso de Eletricista Profissional da Engehall, e achei a dúvida bem interessante, visto que dependendo da corrente no quadro, não compensa usar terminal genérico junto ao barramento para distribuir a alimentação entre os trilhos, precisamos de uma solução mais robusta.

Pra isso comprei essas peças aqui, que particularmente só tinha visto em fotos de outros painéis, eu nunca montei usando mas tenho ótimas informações de quem usa, bora ver então o que essa peça super fácil de instalar é capaz de fazer?

E hoje tenho o prazer de apresentar a vocês essa peça aqui, o Bloco de distribuição!

Esse componente permite a distribuição de energia entre um bloco de disjuntores e outro ou entre circuitos, o que torna ele uma mão na roda em painéis de comandos elétricos.
Ele faz a derivação dos cabos de alimentação do disjuntor por intermédio de um barramento metálico interno, tipo barramento de neutro e terra, só que protegido por uma estrutura isolante de policarbonato.

Uma vantagem que vi desses camaradas aqui é se torna possível derivar cabo de seções diferentes, tipo na maioria dos casos a alimentação tem uma seção maior do que as derivações dos blocos por trilho, logo temos uma facilidade nas conexões elétricas entre condutores, e considero ele até compacto, apesar dele ser fixado no trilho e ocupar o espaço de outros componentes, a organização dos condutores é outra coisa, e aí você elimina esse problema dimensionando um quadro de distribuição maior também, nada de mais.

Como falei ele é mais utilizado em painéis de comandos, mas após entender um pouco mais do componente eu recomendo usá-lo também em quadros de distribuição onde a corrente demandada é mais elevada, ou quadros de três ou mais trilhos no qual temos a necessidade de alimentar diversos circuitos ou bloco de circuitos com cabos de seção igual ou inferior aos cabos de alimentação.
Segundo nossas pesquisas, esses blocos são indicados para a distribuição de energia elétrica em painéis com correntes entre 80A a 400A. Então você vai encontrar modelos e marcas diferentes no mercado sempre respeitando essa faixa de corrente aí.

Sua fixação pode ser em trilho DIN ou parafuso, isso o torna mais versátil no momento da instalação, Como falei no início do vídeo ele possui como material isolante o Policarbonato, proteção IP20 e sua tensão de isolamento é de 500V e 1000V novamente dependendo de marca e modelo. O modelo que compramos aqui suporta 80A, possui 1 entrada de 16,0mm², 2 saídas de 16,0 mm² e mais 4 saídas de 6,0mm², totalizando 7 bornes de conexão.

Mais André, você disse que ele suporta 80A com cabo de 16,0 mm² mas é muita corrente para esse cabo, ele só aguenta 63A, é loucura instalar isso?

Calma turma, um componente suportar até 80A e aceitar cabos de até 16 mm² não quer dizer que a corrente no cabo vai ser de 80A. Só de curiosidade um cabo de 16 pode suportar até 76A dependendo do método de instalação e número de condutores carregados no eletroduto conforme a tabela 36 da NBR-5410, um projetista de verdade é viciado na interpretação das tabelas da norma, não em tabelinhas genéricas de fabricantes de cabos.

Um grande abraço meu querido e até o próximo Super Fácil, uma série original da Engehall!