06 chuveiros numa rede trifásica: mas quem caía era o DR! 😬

⚡️ AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional:
➽ https://engehall.com.br/aula?src=yt1-vd988
——

✅ Gostou desse vídeo?
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
✍️ Deixe seu comentário
📢 Compartilhe com os amigos
🕵 Siga nossas redes ➽ https://engehall.com.br/links
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

06 chuveiros numa rede trifásica: mas quem caía era o DR!

Um inscrito enviou pra gente o seguinte comentário:

“André, fui chamado para ver uma instalação de um vestiário onde haviam 6 chuveiros bifásicos protegidos por apenas 1 DR. A proteção geral deste vestiário é um tripolar de 100 amperes. Cada chuveiro possui uma proteção de 32 amperes e o DR é um tetrapolar de 63 amperes. Após um tempo com todos os chuveiros em uso, o DR desarma. O que você acha que pode ser esse mistério?

Só pelas informações passadas já peguei um possível erro, e você já consegue elaborar hipóteses para resolver esse mistério?

Bom, vimos que a proteção geral que ele falou é um trifásico de 100A, mas que o DR usado também como proteção geral contra fuga é de 63A então temos um probleminha aí… que será necessário fazer umas continhas!

Ele não nos informou a potência dos chuveiros, mas na melhor das hipóteses, temos:

6 chuveiros x 5500W = 33.000 / 220√3 = 86,6A

Sem levar em consideração fator de demanda, porque ele falou que funciona tudo junto, olha só, podemos trabalhar com mais de 86A, o disjuntor geral de 100A vai suportar, mas e o DR que é de 63A, Será que o IDR deste QDC está atuando por sobrecarga?

Mas espera aí, IDR não atua por sobrecarga, apenas por fuga, tá estranho isso né não?
Bom para investigarmos mais este “Mistério da eletricidade”, novamente iremos recorrer a ela, a nossa maior arma contra essas loucuras: A Máquina Destruidora de Componentes, a famosa MDC aqui da Engehall…

Bom, a pergunta agora é como faremos este teste?

A ideia aqui é simular uma sobrecarga elétrica no IDR e ver se ele irá desarmar.

Temos aqui um IDR tetrapolar de 63A. Nós vamos aplicar primeiramente uma corrente de 86 amperes que é similar a situação informada pelo inscrito, deixamos aqui por 10 minutos e não aconteceu absolutamente nada, o DR não atuou por sobrecarga.
Passado esse tempo, resolvemos testar uma sobrecarga extrema, aumentamos a corrente para 150 amperes, e deixamos mais alguns minutos, reparem que começa a sair fumaça de dentro dele, mas ele não desarma. Para não estragarmos o DR, desligamos a nossa máquina. Até mesmo porque na altura do campeonato, se fosse para atuar por sobrecarga, já teria desarmado!
Mas, André, por que o DR não desarmou com a sobrecarga?
Bom, turma, o objetivo do DR é única e exclusivamente proteger as pessoas de levar um choque elétrico em caso de fuga de corrente na carcaça de algum equipamento. Por isso ele não desarma nem em sobrecarga, nem em caso de curto circuito. Para proteger contra sobrecarga e também contra curto circuito, usamos o disjuntor.

Mas a pergunta que não quer calar é: Por que raios, então, o DR está desarmando?

Bom, meu querido, vamos a possível resposta desse mistério e por favor não me xinguem nos comentários porque isso pode ser por “N” motivos que esse DR atuou, mas eu faria nesse caso três coisas:

1 – Retirar o DR como proteção geral, passá-lo para grupo de circuitos, protegendo apenas 3 chuveiros, e comprar mais outro DR de 63A tetrapolar para proteger os outros 3 chuveiros restantes, dessa forma eu divido a corrente total em 2 dispositivos e faço um redimensionamento correto, afinal tá errado, então precisa de correção!

2 – Faria testes ligando cada chuveiro de forma sequencial, um por um, em busca de uma fuga de corrente em algum deles. Depois desligaria tudo e iria intercalando o funcionamento deles ainda em busca de uma fuga nos chuveiros mesmo, lembrando que isso é bem raro de acontecer, algo bem incomum!

3 – Analisaria todos os pontos de conexão, observando como foi feito a distribuição em si, em busca de uma emenda mal feita ou um possível ponto de mal contato, afinal é sempre bom dar uma conferida também!

Infelizmente, o máximo que dá para a gente fazer aqui com as informações que temos é o teste de sobrecarga mesmo, e no nosso teste não detectamos uma atuação do dispositivo DR por sobrecarga, se realmente for um IDR instalado lá, dificilmente ele irá atuar, se for um DDR aí a conversa já muda, mas como já falei diversas vezes, DDR é bem raro de achar no mercado!